SevenballShow

MENU

CURIOSIDADES ESPECIAL MISTERIOS ARTES FAMOSOS CINEMA TV | TEATRO TRYST 5X1 PHOTO GALLERY PET WORLD CARROS & MOTOS CIÊNCIA & TECNOLOGIA PLANETA ÁSIA COMUNICADOS

Follow Us in G+


Tigres não acumulam a poeira dos séculos; Tigres reinventam a vida todos os dias

Translate

Novo Ford Ka



 : : Novo Ford Ka : : chama o SAMU sozinho 
em caso de acidente : : 
Você vai ouvir muito sobre chamadas emergenciais automáticas (eCall, em inglês) a partir de carros acidentados. A iniciativa vem da Ford que lançará o serviço -- sem custo de utilização -- no novo Ka, em setembro. Na realidade, eCall já é oferecido no Brasil pela Volvo, mas nesse caso pago por incluir outros serviços e dispor de plantão 24/7. 
A Ford pretende estender o recurso para toda sua linha, a partir de 2015.
Apesar de se agregar, como opcional, ao modelo mais barato da marca, na versão de entrada SE (R$ 35.395), o equipamento Sync de comandos de voz e pareável ao celular aparece de série na versão SE Plus por R$ 2.000 integrando a central multimídia com tela tátil. Isso permite o conceito correto de "olhos na estrada, mãos no volante", sem sujeitar o motorista a multa de trânsito.
A ligação automática ao 192, do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), depende da deflagração do airbag ou do desligamento da bomba de combustível que ocorre em fortes colisões traseiras, laterais, tombamento ou capotagem. 
Há três situações de grande utilidade: ocupantes inconscientes ou imobilizados, mensagem padronizada repetida duas vezes e fornecimento ao atendente das coordenadas de localização do veículo. No caso de o carro sair da pista e se chocar com obstáculo, à noite em especial, pode não haver testemunhas do acidente, e aí o eCall é ainda mais útil.
Óbvio que outros fatores intervêm no processo, a começar pela infraestrutura de telecomunicações, embora uma chamada de emergência ocorra por qualquer rede disponível, independentemente da utilizada pelo dono do telefone. A rapidez do socorro também precisa de eficiência. Essas pré-condições estão postas, dentro da realidade do país.

LÁ FORA
Essa iniciativa já existe em outros países, como o OnStar (serviço pago) da GM, nos EUA. A Ford também o introduziu na Índia, porém em modelos mais caros. A Europa, no entanto, procura tornar o serviço obrigatório desde 2004. Os problemas lá são parecidos aos daqui porque, embora bem menos graves, existem zonas de "sombra" de sinal celular em áreas remotas, a eficiência do socorro varia entre diversos países e ainda há a barreira de diferentes idiomas.
O QUE MAIS ELE TEM 
O Ka virá com direção elétrica, ar-condicionado, vidros dianteiros e travas elétricas de série. O motor, que estreia no hatch, é o 1.0, de 3 cilindros, que desenvolve 85 cavalos com etanol e que dispensa o “tanquinho” de gasolina para partida a frio.
O câmbio é manual, de 5 marchas. A Ford diz que o automatizado de dupla embreagem "é do (New) Fiesta", já colocando o "irmão" num patamar superior.O modelo que chegaria às lojas entre agosto e setembro, já chegou,  e em setembro será vez da inédita versão sedã : Ka+, que terá  : opção de motor 1.5, 16v quatro cilindros (do New Fiesta). Depois, virão as versões hatch 1.5 e sedã 1.0. (Cujos preços ainda não foram divulgados.)
Segundo modelo projetado inteiramente no Brasil (o primeiro foi o EcoSport), este Ka ganhará o mundo: a Ford fabricará o modelo na Europa com algumas alterações.

Ele vai “aposentar” o antigo Fiesta, com o motor Rocam. O modelo parece mesmo um New Fiesta em miniatura, o que é bom. E, pela primeira vez, tem carroceria quatro portas (duas portas nunca mais).  O interior deu um enorme salto de qualidade de materiais, acabamento e construção. Ótimo, o Ka precisava mesmo de uma repaginada e agora virou um carrão.



Share on Google Plus

About SevenballShow !

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comments:

Postar um comentário