SevenballShow

MENU

CURIOSIDADES ESPECIAL MISTERIOS ARTES FAMOSOS CINEMA TV | TEATRO TRYST 5X1 PHOTO GALLERY PET WORLD CARROS & MOTOS CIÊNCIA & TECNOLOGIA PLANETA ÁSIA COMUNICADOS

Follow Us in G+


Tigres não acumulam a poeira dos séculos; Tigres reinventam a vida todos os dias

Translate

Beagle

O Beagle é um cãozinho atraente com alma de vagabundo, fiel aos seus instintos de caçados. Não é dos cães mais obedientes e não é recomendado para donos de primeira viagem, pois educá-lo pode ser um grande desafio.
Pode ser barulhento e um pouco cansativo, mas não deixa de ser adorável e, embora muitos possam dizer que o lugar certo para um Beagle é numa matilha de Beagles, há vários que viram cães caseiros dedicados, durante 14 ou mais anos.
São bondosos para as crianças e geralmente muito saudáveis (já reparou como vemos Beagles idosos pelas ruas?) – dá prazer ir passear com eles!
Os Beagles são uma antiga raça, descrita pelo menos desde o fim do século XV. Caçaram lebres durante séculos, mas foram usados contra várias presas em países diferentes do mundo.
O pelo do Beagle é impermeável e requer pouco cuidado. Sua pelagem pode ser bicolor ou tricolor, mas nunca totalmente branca.
Origem_O Beagle é uma raça muito antiga. Este pequeno e simpático cão de caça é considerado o menor dos sabujos da Grã-Bretanha, aparentando um Foxhound em miniatura.Uma grande curiosidade é quanto ao passado do Beagle. Há muito tempo, durante o reinado de Henrique VIII e Elizabeth I,( A própria Rainha Elisabeth I possuía uma matilha muito numerosa de cães desta raça) existiam cães dessa raça de pelo duro e eles eram muito pequenos, a ponto de caberem em bolsos de casacos utilizados para caça. O tamanho tem aumentado, mas até hoje alguns dos chamados “Beagle de bolso" (pocket Beagle) nascem, porém são raros.
Cães de tamanho e finalidade semelhantes ao deles eram encontrados na Grécia Antiga, período que data do século V a.C. Xenofonte, nascido por volta de 433 a.C., em seu ‘Tratado Sobre a Caça’, refere-se a um cachorro que caçava lebres pelo olfato. Cães de pequeno porte são mencionados na legislação florestal de Canuto, se esta menção for verdadeira, essas leis confirmam que cães de tipo Beagle existiam na Inglaterra antes de 1016. O Southern Hound é considerado um antepassado do padrão moderno. No século XI, Guilherme, o Conquistador, levou a raça de cães Talbot para a Inglaterra. este era um cachorro derivado do Cão de Santo Humberto, que havia sido desenvolvido no século VIII. Os Talbots ingleses teriam sido cruzados com Galgos para ter maior velocidade.
Estes cães, provavelmente deram origem ao Southern Hound que, por sua vez, é considerado como um antepassado da raça.
Eles foram criados na Grã-Bretanha até o século XIX, devido ao seu pequeno tamanho, não poderiam ser reproduzidos facilmente e pouco a pouco começaram a desaparecer, até tornarem-se extintos no século XIX. Apesar de tentativas posteriores de reviver a variação da raça “Beagle Elizabeth” ou “Pocket Beagle”, no início dos anos 900, mas infelizmente esta tentativa dos criadores não foi bem sucedida. Portanto, o  último padrão do Beagle não oferece essa variedade, agora cães menores que 33 cm são considerados fora do padrão.
É um cão robusto, de construção compacta, que dá a impressão de rusticidade com qualidade. É uma ótima raça de cachorros para crianças. É, sem dúvida, um cachorro dócil, incrivelmente sociável e brincalhão. O Beagle é um cão ativo, que gosta muito de uivar e latir.
Temperamento_O temperamento da raça Beagle é bastante equilibrado. Os cachorros desta raça não apresentam agressividade, nem timidez. É um cão amável e vigilante. O Beagle é considerado um cachorro alegre, corajoso e inteligente. Sua função essencial é a caça à lebre, seguindo seu rastro. A cabeça é levemente arrendondada, o stop é bem definido e o focinho não pontudo. As orelhas são longas, de extremidades arredondadas. Seus olhos são relativamente grandes, de cor marrom escuro ou avelã. A pelagem da raça é lisa, densa, nem muito curta, nem muito fina. Qualquer cor é admitida, à excessão da cor fígado.
Vantagens da raça Beagle – Dócil – Ótimo com crianças – Carinhosos – Saudáveis
Desvantagens da raça Beagle – Destruidores – Desobedientes – Fujões
Expectativa de vida_ de 10 a 13 anos. Tempo de vida médio dos cachorros do seu porte.
Sáude_ Epilepsia, Hipotireoidismo, Nanismo e glaucoma. Em alguns casos, mais raros, cães desta raça também podem desenvolver uma doença chamada artrite imunomediada poligênica, que é quando as articulações sofrem ataques do próprio sistema imunológico. Um outro probleminha comum é a obesidade, especialmente se o cachorro for criado dentro de apartamentos.
É necessário fazer exercícios físicos com eles regularmente para que não engordem muito.   apesar de comerem praticamente qualquer coisa, a preferência sempre são para as rações específicas para a idade dele.
Tendência à obesidade
Essa raça necessita de exercícios físicos diários para evitar o sobrepeso
Esses farejadores natos são extremamente ativos e precisam gastar muita energia. O Beagle com um físico ideal é encontrado com pouca frequência; os exemplares acima do peso são extremamente comuns. Infelizmente, sem dúvida, a obesidade é algo que diminui muito a qualidade de vida dos cães, principalmente das raças agitadas como essa.
Para garantir a forma física perfeita e uma ótima saúde, é necessário que ele possua uma dieta equilibrada; apesar de comerem praticamente qualquer coisa, a preferência sempre são para as rações específicas para a idade dele. É preciso que ele seja levado para passear todos os dias e, pelo menos eventualmente, tenha espaço para correr e se divertir livremente.
Dicas de adestramento_ Os cães da raça Beagle são muito fiéis e adoram agradar ao seu dono. Mas, na hora de adestrar, a história fica bem mais complicada.
Não é que eles sejam menos inteligentes, mas são uma raça difícil de adestrar, porque são muito teimosos, quando o assunto é adestramento. Por isso, tenha sempre muita paciência na hora de adestrar o seu cachorro.
E, para lhe ajudar nessa tarefa, precurei 3 dicas especiais para que você consiga treinar o seu amigo. O Beagle é inteligente, mas você precisa despertar nele o gosto pelos exercícios.
1 – Exercite sempre o seu cão, especialmente se ele for filhote.
Pode ser uma coisa simples, como levar o cão para fazer uma caminhada de manhã. Agora, um método bem interessante e eficiente é fazer o Beagle correr atrás da bolinha. Assim, ele fica mais concentrado e passa a gostar de receber os comandos do seu dono, já que se diverte durante o exercício.
2 – Ensine o Beagle a fazer as suas necessidades no local correto
Esse é o treinamento principal para qualquer cão, e tem resultados ainda melhores se ele for filhote.
Esse treino deve ser feito depois do primeiro passo. Se você inverter a ordem, o cachorrinho não vai ter atenção nem foco o suficiente para conseguir aprender o comando e fazer as suas necessidades no lugar certo. Ou seja, acaba dando muito mais trabalho!
Com um pouco de amor e paciência, você vai levando o seu cachorro ao lugar onde ele deve fazer suas necessidades e ele vai se acostumando e aprende a fazer tudo sozinho.
3 – Recompense e elogie
Isso é essencial em qualquer treinamento canino. Por isso, toda vez que ele fizer algo certo, ainda que seja uma coisa pequena ou boba, elogie, recompense com um agrado e mostre que você ficou feliz.
Isso funciona como um reforço para o comportamento correto do cão, ou seja, ele tende a repetir a mesma atitude. E a recompensa pode ser uma guloseima que o cão goste ou até mesmo um brinquedinho que ele possa morder.
Apesar das dicas, você deve ter em mente que, o mais importante no adestramento de qualquer cão é ter paciência e persistência. Nunca desanime se ele errar ou demorar um pouco para aprender. Lembre-se nem nós humanos nascemos sabendo! Então persista e veja os resultados!

Entenda o protesto contra o Instituto Royal: Instituto Royal realiza testes para cosméticos e para produtos de limpeza. Todo o problema se deu  porqeu A LEI É CLARA: se existe método substitutivo é crime praticar teste em animais.
Um grupo de ativistas da Frente Antivivisseccionista do Brasil se reuniu em frente à sede do Instituto Royal, em São Roque, desde a madrugada do dia 12.10.2013, onde realizaram protesto contra as atividades exercidas pela empresa: testes para cosméticos e para produtos de limpeza. O movimento reivindica o fechamento do laboratório sob a acusação da prática de atos de crueldade contra animais em meio a testes com produtos farmacêuticos. O grupo garante ter juntado uma série de provas que atestam o exercício de atividades irregulares no locale passarma a cobram o apoio da Prefeitura de São Roque e também uma ação efetiva do Ministério Público (MP) na causa.
Segundo eles, as irregularidades detectadas no laboratório do instituto vão muito além dos atos criminosos praticados contra os animais. ‘Estamos repudiando a conduta do instituto, que é uma OSCIP (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público), se utiliza de dinheiro público e não tem as licenças e alvarás para executar as atividades que pratica’, explicam.” – fonte: Anonymous Brasil.
Opinião_ Não irei reproduzir aqui as fotos da época, chocantes, em uma sociedade desenvolvida, em pleno século XXI...Vir com este papo de que se abolirem os animais, terão que importar tecnologia para substituir, segundo afirmou o diretor do Concea, Marcelo Marcos Morales, é absurdo.Pois que importem, ora.
Houve uma denúncia de que eles receberam cinco milhões do governo Federal (do meu, do seu, do nosso dinheiro!!) portanto, que utilizassem esta verba para investir em seus podres testes. Eles se negaram a mostrar o que fazem, no laboratório, que agora sumiu do mapa. Deve ter se instalado em outro lugar para praticar sua barbáries.
Algumas marcas que são praticantes dessa barbárie: M.A.C., Maybelline, Johnson & Johnson, Avon, Clean & Clear, Dove, L’Oreal, Revlon, L’Occitane, LaRoche Posay, Neutrogena, Pantene e outras. Há muitas empresas (principalmente as brasileiras) que já aboliram tal prática e fabricam seus produtos de maneira ética. Procure a lista do peta para marcas internacionais.
O problema aqui no Brasil é que não temos nenhum órgão controlador para verificar se as empresas realmente não testam em animais. Contamos somente com a palavra delas! E como o Instituto Royal esconde de todas as  maneiras quem são os clientes, despertou em todos nós mais desconfiança ainda sobre empresas que dizem não testar.
Espero que após mais de um ano do ocorrido, a sociedade não feche os olhos para isso, pois volto a repetir: se existe método substitutivo é crime praticar teste em animais.
Share on Google Plus

About SevenballShow !

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comments:

Postar um comentário