SevenballShow

MENU

CURIOSIDADES ESPECIAL MISTERIOS ARTES FAMOSOS CINEMA TV | TEATRO TRYST 5X1 PHOTO GALLERY PET WORLD CARROS & MOTOS CIÊNCIA & TECNOLOGIA PLANETA ÁSIA COMUNICADOS

Follow Us in G+


Tigres não acumulam a poeira dos séculos; Tigres reinventam a vida todos os dias

Translate

Maine Coon Cat

O Maine Coon é a raça de gato de pêlo longo mais antiga, além de ser a maior de todas as raças de gato. Originário dos EUA, ou melhor, ele surgiu na Costa nordeste do Canadá e se espalhou ao longo do Leste dos EUA. Considerado originalmente como um gato de trabalho, ele é bastante resistente, rústico, capaz de suportar até mesmo mudanças de pelos bruscas.
Com um pelo macio e bem proporcionado ao seu corpo, é um gato muito bonito e muito diferente, excelente para ter em casa, apesar disto o dono dever ter alguns cuidados, já que é um gato de porte grande a gigante. As fêmeas são ligeiramente menores que os machos, porém um pouco mais ariscas. O Maine Coon possui olhos grandes e expressivos, costuma se adaptar muito bem e é muito amigável. 
Origem_ 
Como seu nome sugere a raça se originou inicialmente na Costa Leste, nas vizinhanças do Maine. A sua origem, alguns criadores acreditam que seja de alguns dos gatos que Maria Antonieta teria mandado ao Novo Mundo para que fugissem da fúria da Revolução Francesa.
É  provável que eles tenham vagado por todo o estado do Maine durante os primeiros tempos de sua história, e, devido à seleção natural, somente os mais fortes, ágeis e que soubessem caçar sobreviviam. O clima considerado de agreste da Nova Inglaterra explica por qual motivo o desenvolvimento do pelo deste felino seria muito espesso.
Captain Jenks, como era chamado um exemplar branco e preto, teria sido o primeiro Maine Coon apresentado com sucesso nas exposições felinas de Boston e de Nova York no ano de 1861.
A raça também fez sucesso em 1895 no Madison Square Gardem, Nova Iorque. A grande moda existente dos Persas e Siameses praticamente apagou o Maine Coon por muitos anos, mas a partir de 1950 houve então um reinteresse pela raça que desde os anos 80 está sempre em grande expansão.
Em 1960 foi redigido um padrão, em 1976 a C.F.A. o reconheceu e em 1980 a F.I. Fe também o fez. Embora faça parte das raças mais importantes do mundo, é pouco difundido na Europa onde foi introduzido por volta de 1981.
A raça evoluiu muito nestes últimos anos, estando maior, mais alta e mais selvagem. De acordo com lendas americanas o Maine Coon seria um fruto dos amores entre um gato selvagem e um guaxinim, cruzamento geneticamente impossível, o que foi imaginado pois a sua pelagem da calda deste gato lembram bastante a do guaxinim.
A raça apesar de ser considerada como uma das mais importantes do mundo é pouco difundida na Europa.
Temperamento e características_ O temperamento do Maine Coon é bastante equilibrado, Muito dócil, meigo, companheiro, muito calmo. É sociável porém dominante, mas não é agressivo. É muito ligado aos donos, brincalhão e grande caçador: precisa de bastante espaço para se locomover, É muito saudável e suporta temperaturas muito altas e muito baixas; é capaz de resistir aos invernos mais rudes.
Costuma se dar muito bem com outros gatos ou mesmo outros animais de estimação como os cães.
Possui fácil adaptação, é muito amigável, e carente de cuidados e atenção: precisa sempre contar com pelo menos uma companhia. Seu miado é bastante diferente, semelhante ao barulho de um grilo.
É um trinado muito peculiar, que passa calma para quem esta por perto. Especialistas afirmam que este trinado é muito semelhante ao de um guaxinim.
Não se preocupa com a forma que ele vai dormir,  dorme em qualquer lugar e qualquer posição! Muitas vezes gosta de se enroscar, porém de maneiras muito estranhas e em lugares muito esquisitos!
Além de muito afetivos, gostam de liberdade para explorar ao ar livre. Adora  um jardim espaçoso mas caso seja castrado vive muito bem em apartamentos.
Saúde_ O temo médio de vida do Maine Coon, diferente de outras raças de gatos não é muito longo, pode chegar a no máximo 12 anos e meio, com alguns problemas de saúde voltados a velhice, como surdez, cataratas, entre outros problemas.
Geralmente ele se adapta muito ao meio que vive. O problema de saúde mais grave nesta espécie é a cardiomiopatia hipertrófica felina, doença cardíaca comum em gatos, sejam eles de raça pura ou não. Pesquisas realizadas com estes felinos citam que talvez esta doença não seja hereditária, e acontecem em raros casos.A doença é progressiva e pode resultar em uma insuficiência cardíaca, paralisia das patas traseiras devido a uma embolização dos coágulos,originária no coração, além de morte súbita.
Outro potencial problema é a atrofia muscular espinhal, doença herdada geneticamente e que causa a perda gradual de neurônios da medula espinhal que ativam os músculos esqueléticos do tronco e membros. Os sintomas são vistos normalmente dentro de 3 a 4 meses de idade resultando em uma atrofia muscular, fraqueza muscular e ainda uma expectativa de vida muito mais curta do que a dos outros felinos.
Sua alimentação diária deverá ser observada, para que o gato viva bem e feliz; com isto terá diversos benefícios. O gato desta raça costuma ter comportamentos diferentes caso não esteja sendo alimentado corretamente ou a sua alimentação não esteja condizente. Seu temperamento é brincalhão e intenso, e qualquer coisa diferente disto deverá ser observada.
É muito importante que sejam realizadas pelo menos duas visitas no ano ao veterinário, pois ele poderá lhe dar uma série de dicas e informações referentes ao seu bichinho e você saberá se está o tratando corretamente ou não. Afinal toda raça tem seus cuidados próprios., e um bom cuidado com a sua saúde é a base de tudo.
Share on Google Plus

About SevenballShow !

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comments:

Postar um comentário