SevenballShow

MENU

CURIOSIDADES ESPECIAL MISTERIOS ARTES FAMOSOS CINEMA TV | TEATRO TRYST 5X1 PHOTO GALLERY PET WORLD CARROS & MOTOS CIÊNCIA & TECNOLOGIA PLANETA ÁSIA COMUNICADOS

Follow Us in G+


Tigres não acumulam a poeira dos séculos; Tigres reinventam a vida todos os dias

Translate

Fox Paulistinha

O Fox Paulistinha também conhecido como Terrier Brasileiro. Versátil, une energia e agilidade à uma grande capacidade de aprendizado. Bem adestrado pode se tornar um ótimo cão de companhia, de guarda, de alerta e até mesmo um caçador de pequenos animais. Juntamente com o Fila Brasileiro, é atualmente uma das duas raças nacionais que contam com reconhecimento internacional. Capaz de conquistar qualquer coração humano por mais duro ou triste que ele seja, este cãozinho tem este nome devido as cores de sua pelagem, associada às cores de São Paulo que também são três (branco, preto e vermelho). Já o nome Terrier Brasileiro é em virtude de o animal ter sua história de seleção e apuração da raça ocorrida, quase na sua totalidade, no Brasil.
Origem_ Durante o século XIX, chegavam ao Brasil navios Portugueses e Holandeses, e neles também chegavam os cães caçadores de ratos que vinham à bordo; estes terriers europeus misturados com os cães já existentes no Brasil, deram a base para criação a do Terrier Brasileiro. Acredita-se que os terriers europeus eram Fox Terrier ou Jack Russel Terrier, assim, esses cães se espalharam pelo mundo todo, e teriam sido cruzados com o Pincher, o Chihuahua e cães Nativos existentes no Brasil.
Chegando ao Brasil, foram cruzando com cães 'caboclos'. Esses terriers foram se adaptando com as condições da região e com o tempo, devido a sua grande resistência, a raça foi se consolidando e se transformando no cão que conhecemos hoje como Terrier Brasileiro (Fox Paulistinha).

Temperamento_ Alerta, ativo e muito esperto, muitas vezes o Paulistinha é tido como um cão incansável. Costuma ser amigável e gentil com amigos e desconfiado com estranhos. Inteligente, bastante atento, aprende com bastante facilidade, portanto  é facilmente adestrável o que lhe rendeu emprego em muitos espetáculos circenses. É muito apegado ao seu dono.
Como todo Terrier que se preze, muitas vezes simplesmente ignora seu tamanho e age como se fosse um “cachorrão”.
Expectativa de vida: De 13 a 16 anos.
Tamanho_ Macho: 35–40 cm | Fêmea: 33–38 cm
Peso_ Macho: 6,5–10 kg | Fêmea: 6,5–10 kg
Saúde e cuidados_ O nosso querido Fox paulistinha, dispensa maiores cuidados. Um banho, na hora mais quente do dia com sabão neutro a cada 15 dias, sem necessidade de secador, é o suficiente, desde que se escove, pelo menos a cada dois dias, com uma escova de cerdas duras ou uma luva de borracha, à seco, para a retirada de pêlos mortos.
Deve-se mantê-lo livre de parasitas (pulgas, carrapatos, ácaros). Ao se coçar o cão provoca ferimentos na pele, prejudicando a pelagem e abrindo uma porta para infecção oportunistas (micoses, por exemplo).
Evite o aparecimento de ácaros nos ouvidos, com a aplicação, após a limpeza, de álcool ou éter embebido num cotonete, ou um anti micótico. Fale com seu veterinário para que ele indique um, dos vários existentes.
Quanto aos vermes, o problema é sério, pois eles se alimentam de proteínas que retiram do animal, debilitando-o, minando a sua resistência às doenças e comprometendo a sua saúde, além de provocar enterites (infecções intestinais), que podem até levar o bichinho à morte. Para evitar isso, utilize doses periódicas de vermífugos. Consulte seu veterinário, e siga à risca suas instruções.
Embora seja um cão de pequeno porte e para espaços pequenos, recomenda-se passeios diários: uma hora de caminhada, para cães que moram em apartamentos, é o ideal; como o paulistinha é um cão muito ativo, precisa extravasar esta vitalidade.
Quanto à alimentação, deve-se usar ração de primeira, pois como você sabe ração de boa qualidade dispensa complementos vitamínicos e/ou alimentares, pois já é balanceada de acordo com as necessidades do animal. Até um ano use a ração específica para filhotes e após um ano, use a de manutenção. A ração especial para filhotes é mais rica em proteínas e cálcio do que a de um cão adulto.
Outra recomendação importante é que se mantenha o Fox paulistinha longe dos portões e lugares onde haja muitos estímulos externos, evitando excitá-lo e provocá-lo; isto o prejudica, pois sua pulsação, que já é acelerada, pode se acelerar mais ainda e até provocar ataques cardíacos. Desaconselha-se, portanto, que se leve muita agitação para a vida do Terrier Brasileiro: criado em um ambiente tranqüilo, ele terá um temperamento bem calmo, pois em meio a pessoas que o provoquem e que não o respeitem, fazendo brincadeiras inadequadas, ele será irritadiço, nervoso e agressivo. O que o "Paulistinha" (e todo cão) precisa é de muito carinho e cuidados. Dizem que o Terrier Brasileiro é um cão de um dono só: fiel e afeiçoadíssimo a ele... Se bem criado torna-se um bom companheiro para adultos e crianças, além de um bom cão de alarme.
Share on Google Plus

About SevenballShow !

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comments:

Postar um comentário